Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

ElaLeu #23 - Sejamos todos Feministas, Chimamanda Ngozi Adichie + algumas coisinhas

Sinopse: O que significa ser feminista no século XXI? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Eis as questões que estão no cerne de Sejamos todos feministas, ensaio da premiada autora de Americanah e Meio sol amarelo."A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente."Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente da primeira vez em que a chamaram de feminista. Foi durante uma discussão com seu amigo de infância Okoloma. Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse: Você apoia o terrorismo!. Apesar do tom de desaprovação de Okoloma, Adichie abraçou o termo e em resposta àqueles que lhe di…

ElaLeu #22: Quando os Adams saíram de Férias - Mendal W. Johnson

Sinopse: Conta a história de Barbara, uma babá norte-americana de 19 anos que se encontra nas mãos de cinco adolescentes, dois do qual ela foi contratada para cuidar. Era um jogo, que se baseava em maltratá-la, a submetê-la a situações precárias, o jogo chamava-se "Liberdade 5".
À medida em que as crianças começavam a aceitar tal violência como um fato normal, a fantasia transforma-se em horror. A jovem passa a sofrer toda espécie de degradações como fome, tortura e violência sexual. Sua vida agora corre perigo.
Classificação: 4/5 
Opinião: Não sei nem por onde começar. É claro que a realidade no livro não é nem um pouco perto da minha. Duas famílias que vivem no campo, ambas com filhos que desde pequenos aprendem a dirigir e manejar armas e coisas do tipo. Mas perceber o quão cruel crianças de até 17 anos podem ser me deixou perplexa, principalmente por ter dois irmãos pequenos. O livro é 100% realista, a escrita é curta, direta e dolorosa. O final é angustiante e você fica pe…

Minhas metas para 2016 e o que esperar desse novo ano

Vamos ser clichês? É claro que vamos! Afinal de contas do que seria a vida sem os clichês. Toda aquela conversa de "Esse ano passou voando!", "Adeus ano velho, feliz ano novo", "Ano que vem vai ser 'O ano'"... Esse pensamento otimista sempre esteve presente na minha vida, ainda bem! Pensar que um novo ano está vindo, com toda aquela energia positiva que jogamos pro universo me deixa super feliz.
Realmente não sei o que dizer de 2015. Foi um dos anos mais conturbados da minha vida. Muitos altos e baixos, muitas felicidades, tristezas, conquistas e crises. Conheci tanta gente incrível no Youtube e hoje converso quase todo dia, tive que ser mais responsável na minha casa por conta das dificuldades. Li, poucos mas, excelentes livros. Me descobri feminista, assumi meu cabelo, mudei de posição no violino... Fui feliz!
E para 2016 eu só desejo tudo do bom e do melhor, porque o que desejamos ao próximo, volta em dobro. E é óbvio que não poderia faltar o …