quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Saiu o trailer oficial de Pan: não podia estar mais apaixonada ♥

Peter

No dia 25, saiu o primeiro trailer de Pan, filme que contará a história do nosso menino aventureiro que nunca cresce. O clássico de J.M. Barrie agora contará uma história repleta de ação e aventura na mágica Terra do Nunca. No trailer já temos a visão de alguns personagens: Gancho e Princesa Tigrinha já aparecem no trailer. Confira:





A novidade pelo, menos pra mim, é o Barba Negra, lendário pirata de outras histórias que eu já conheço pelo filme Piratas do Caribe.

O filme tem estreia prevista pra Julho de 2015. Quem aí tá super animado pra assistir como eu?

Esse é um excelente motivo para a ler o livro da história. Se você assim como eu só conhece as versões cinematográficas, que tal nos aprofundarmos nessa história em um âmbito literário?

Aproveite para curtir a Página Oficial do Filme no Facebook e acessar o site do Filme.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

7 Livros que eu quero ler nas férias ♥

Depois de assistir o vídeo maravilhoso da Natasha Yuki, dona do blog Patrulha Feminina, tomei liberdade para me inspirar e também fiz uma lista com alguns livros que quero ler nas férias (ainda faltam duas semanas, vem logo dia 05 de dezembro!).


Sempre fiz metas de leitura para as férias, mas nunca consegui ler os livros que costumava estipular, porque na verdade, eu não estipulava. Então, escrevendo aqui no blog, eu tenho um compromisso muito forte de ler os livros e mais importante ainda, resenhá-los. Vou estar atualizando tudo no Skoob, se eu conseguir internet até lá é claro...

As fotos foram tiradas pelo meu celular (Moto G), pois como vocês já foram informados a minha câmera veio a falecer ainda no início desse ano. Me contem como as fotos ficaram e me deem sugestões para possíveis melhorias nelas.

Livros:
Laranja Mecânica - Anthony Burgess
O diário de Anne Frank





 


Vocês também possuem alguma meta para as férias? Me contem! Não esqueça que vocês sempre podem me deixar um comentário com o link dos seus respectivos blogs, eu vou adorar visitá-los.
 Até a próxima gente!

EXTRA: Pra quem não sabe eu tenho um vlog há quase 3 anos no YT, e lá eu também fiz um vídeo sobre os livros que eu quero ler. Então se vocês quiserem conhecer a minha pessoa por vídeo, aqui está! E deixem nos comentários se eu devo continuar postando vídeos ou não.

Eu assisti: A Esperança parte 1 - "O filme mais esperado do Ano"

Lançado em 20 de Novembro de 2014 no Brasil.
Dirigido por Francis Lawrence

Sinopse: Após ser resgatada do Massacre Quaternário pela resistência ao governo tirânico do presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) está abalada. Temerosa e sem confiança, ela agora vive no Distrito 13 ao lado da mãe (Paula Malcomson) e da irmã, Prim (Willow Shields). A presidente Alma Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman) querem que Katniss assuma o papel do tordo, o símbolo que a resistência precisa para mobilizar a população. Após uma certa relutância, Katniss aceita a proposta desde que a resistência se comprometa a resgatar Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e os demais Vitoriosos, mantidos prisioneiros pela Capital.



Li muitas resenhas que julgaram o filme lento no inicio. ~Aquele momento em que apenas o fandom entende o motivo de tal lentidão~ Acontece que no fim de Em Chamas, Katniss ficou em choque com a atual notícia sobre seu distrito. Eu duvido que você iria ficar de boa e zen se soubesse que o lugar onde você morou a vida inteira foi destruído e mais de nove mil pessoas foram mortas. DU-VI-DO!

Sinceramente, adorei o filme. Como já li os livros, e portanto, já sei o que acontecerá, o livro continua a surpreender. Há no filme diversas cenas que não existem no livro. Já que este é em primeira pessoa, só vemos o que a Katniss vê. No filme temos uma amplitude disso: vemos Snow em sua moradia, rebeldes de outros distritos e outras cenas que não contarei pra não dar spoilers.

Os personagens estão maravilhosamente bem interpretados, estou apaixonada pela Cressida (Natalie Dormer) a chefe da filmagem dos Prontopos da Katniss. Acredito que ninguém poderia interpretar a Presidente Coin tão bem quanto à Julianne Moore. Além é claro dos outros diversos personagens novos que são apresentados no filme.



"O presidente Snow diz que está nos enviando uma mensagem? 
Bom, tenho uma para ele. 
Você pode nos torturar e nos bombardear e queimar nossos distritos até que eles virem cinzas, 
mas está vendo isto aqui?
 (a câmera aponta para as ruínas em chamas) 
Está pegando fogo! 
Se nós queimarmos, 
você queimará conosco!" 
Katniss Everdeen

Este foi o primeiro filme a ser filmado digitalmente que de acordo com minhas pesquisas no site do Rodrigo Otaviano, é uma forma de captação melhor do que a usando com película. Facilitando a edição e o transporte de material cinematográfico.


Eu amei profundamente a canção da árvore-forca que é descrita no livro. Havia ficado um pouco preocupada em como iriam fazer a melodia e essas coisas, mas a música ficou linda e a Jennifer Lawrence cantou maravilhosamente bem, apesar da atriz ter declarado que foi uma experiência terrível.

A trilha sonora em geral do filme é excelente! Lorde sem dúvidas foi muito cuidadosa na escolha e principalmente com a música que a própria interpreta. Yellow Flicker Beat  é a música que descreve tudo o que a Katniss está passando durante o longa. Queria continuar falando do filme, das cenas que eu mais gostei e dos momentos que eu chorei, mas seria spoiler demais em um post só. Então vou parar de falar por aqui mesmo.



A história de Jogos Vorazes, nos mostra todas as facetas de uma revolução. Vemos que ambos os lados saem perdendo em busca de um bem maior, seja este uma mudança política ou a continuação da paz e da ordem. É aquele tipo de história que nos faz pensar na nossa sociedade, pois por ser um filme distópico, nos remete à pensar: "Será que acontecerá algum dia?".

Se você ainda não assistiu o filme, garanta o seu ingresso imediatamente! É de suma importância que você tenha assistido os dois primeiros, senão tudo ficará bem confuso. Não esqueça de deixar seu comentário, ele é muito importante para o desenvolvimento do blog e para que eu possa melhorar, um abraço! _|||_ Confira o trailer do filme:



Todas as imagens e vídeos deste post foram retirados da internet (Flickr, Tumblr e Youtube).

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

ElaLeu #13 - Peeta case comigo! | A Esperança, COLLINS, Suzzanne

♥ Suzzane Collins, 51 anos,  Hartford, Connecticut
♥ Publicado em 2011, pela editora ROCCO - Jovens Leitores
♥ Narração em primeira pessoa em ordem cronológica.
♥ Personagens principais: Katniss, Gale, Peeta, Plutarch, Finnick, Prim, Presidente Snow e Presidente Alma Coin.
♥ Distopia, infanto-juvenil. Em um futuro distópico Katniss conta como é viver em uma sociedade terrível e sobreviver à Jogos de vida ou morte.

livro-a-esperanca-suzanne-collins
Foto: Raquel Moritz

SINOPSE: Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?


SE VOCÊ NÃO LEU NENHUM DOS LIVROS DA TRILOGIA JOGOS VORAZES, MUUUUITO PROVAVELMENTE IRÁ SE DEPARAR COM SPOILERS, JÁ QUE ESTE É O TERCEIRO E ÚLTIMO VOLUME DA SÉRIE. 


O fim de uma trilogia não poderia ser mais satisfatório. Após as duas participações nos Jogos Vorazes, e ter se tornado o símbolo de uma revolução que ela nem sabia que existia, Katniss está no esquecido e considerado "destruído" distrito 13. O livro nos mostra como ela está lidando com o trauma pós-Jogos e com a perda de Peeta. O único consolo que a nossa heroína tem é o Gale (essa frase ficou muito solta né? Desculpa!). 

O que eu mais gostei foi o desenvolvimento dos personagens. Todos eles evoluíram de forma assustadora. Até Katniss, que se mostra estupidamente abalada com o final do Massacre Quaternário, mostra suas evoluções no decorrer do livro. Peeta pode estar morto ou nas mãos da capital, o que pode ser tão ruim quanto estar morto, e isso abala a Katniss profundamente. Depois de ter entrado nos últimos Jogos apenas para protegê-lo, realizando acordos com diversas partes, perdê-lo foi completamente frustrante para a nossa protagonista.

Neste livro são apresentados diversos personagens novos. A Presidente Alma Coin (que eu considero uma versão feminina menos doentia do Presidente Snow) comanda a população que está no Distrito 13. E também temos a equipe televisiva que filmará a Katniss para alguns Prontopops, que nada mais são do que espécies de comerciais para aumentar o poder da Revolução. Ver o crescimento da revolução e consequentemente o da Katniss é muito satisfatório.

Como o título da resenha sugere, Peeta é o amorzinho da minha vida no livro. Meu personagem favorito desde o início da série, se mostrou maravilhosamente humano e foi um dos únicos personagens que evoluíram de forma progressiva nos três livros a outra que também evoluiu muito foi Prim. Peeta é peça-chave nos livros por sempre estar no Programa do Caesar falando sobre a revolução e sendo contra ela, o que deixa os rebeldes do Distrito 13 totalmente revoltados.

O final da série foi espetacular. Ver que todos os segredos que perduraram no primeiro e no segundo livro serem revelados e assim deixar a trama com um propósito que faz sentido foi o que me deixou mais feliz. Espero que tenham gostado da resenha e não esqueçam de deixar seus comentários, se vocês leram o livro e/ou querem ler.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

ElaLeu #12 - Katniss partiu meu coração | Em chamas COLLINS Suzzane

♥ Suzzane Collins, 51 anos,  Hartford, Connecticut
♥ Publicado em 2011, pela editora ROCCO - Jovens Leitores
♥ Narração em primeira pessoa em ordem cronológica.
♥ Personagens principais: Katniss, Peeta, Gale, Cinna, Haymich, Finnick e Presidente Snow.
♥ Distopia, infanto-juvenil. Em um futuro distópico Katniss conta como é viver em uma sociedade terrível e sobreviver à Jogos de vida ou morte.

Imagem: Opa, comprei!


SINOPSE: Em chamas é o segundo volume da bem-sucedida trilogia iniciada com Jogos Vorazes, mais novo fenômeno da literatura jovem dos últimos tempos, que mistura ficção científica com reality show, passando pela mitologia e pela filosofia com muita ação e aventura.

Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.


Ao contrário de Jogos Vorazes, onde eu declarei que havia um romance equilibrado, em Em Chamas a Suzzane coloca todo o romance que poderia ocorrer nos três livros em um só. Katniss ainda está atordoada por conta dos últimos jogos (se o livro é narrado em primeira pessoa pela Katniss, ela estará viva nos três, então não é spoiler), e preocupada com o que pode vir logo em seguida.

Falando da história, o foco principal do segundo livro é o Terceiro Massacre Quaternário, uma espécie de Jogos Vorazes mais evoluído. O evento ocorre a cada 25 anos e possui as mesmas diretrizes dos Jogos, com a pequena diferença de que agora os Tributos são todos vencedores.

Cada distrito oferecerá dois vencedores, um garoto e uma garota, para o Massacre. No Distrito 12, não será diferente. Como vencedores temos Katniss, a única do sexo feminino, Peeta e Haymich. Logo após a colheita, feita de forma similar aos Jogos com a simples diferença de que agora, só três nomes estão dispostos na cúpula.

A ideia apresentada durante o livro sobre irmandade e alianças foi muito bem bolada e completamente diferente do primeiro livro, e isso não deixou a trama repetitiva. Porém, o dilema de Katniss sobre seus "amores" Gale e Peeta, me cansou profundamente.

Sem dúvidas o livro se tornou cansativo, não só pelo simples fato deles estarem na Arena novamente, e sim pela repetição incessante dos problemas que a Katniss enfrenta durante o livro, que vai muito além dos Jogos. Este foi o livro que eu menos gostei, mas não tiro o mérito da obra. Como eu já disse na Resenha de Jogos Vorazes, o livro poderia ser claramente um só, mas com as questões de mercado etc a construção de mais dois foi feita.

Estou tentando escrever resenhas menores (quero que vocês leiam a resenha inteira para comentar, se eu escrever um livro vocês não vão ler tudo), espero que tenham gostado da resenha e aguardem para a próxima que finalizará a Trilogia Jogos Vorazes.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

ElaLeu #11 - Eu me voluntario a escrever | Jogos Vorazes COLLINS, Suzzanne

♥ Suzzane Collins, 51 anos,  Hartford, Connecticut
♥ Publicado em 2010, pela editora ROCCO - Jovens Leitores
♥ Narração em primeira pessoa em ordem cronológica.
♥ Personagens principais: Katniss, Peeta, Gale, Rue, Prim, Cinna e Haymich.
♥ Distopia, infanto-juvenil. Em um futuro distópico Katniss conta como é viver em uma sociedade terrível e sobreviver à Jogos de vida ou morte.



SINOPSE: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes? 

Hoje eu queria começar a falar sobre Jogos Vorazes e partindo do princípio, começar falando sobre distopias. Distopia de acordo com o minhas pesquisas, é algo contrário da utopia, que seria um mundo perfeito. Logo, distopia, seria um mundo horrível, bem próximo de algo quase que inimaginável ao ser humano.

Eu já li Terras Metálicas que começa em uma Utopia, onde a sociedade na Esfera vive de forma perfeita, mas no decorrer da história vemos que nem tudo é perfeito, então Jogos Vorazes é a primeira distopia que eu leio. Leia a minha resenha de Terras Metálicas aqui

Pelo o que eu entendi, o mundo que nós conhecemos hoje, no livro, ele não existe mais. O que se tem é a sobra da América do Norte que é chamada de Panem, dividida em 12 distritos e uma capital. Sendo que cada distrito é responsável por contribuir de uma certa forma à economia da capital, por exemplo, o distrito da Katniss, nossa protagonista, é responsável pelo fornecimento de carvão e minérios.

Falando um pouco sobre os Jogos Vorazes em si, o que eles seriam? É um grande reality show que ocorre todos anos sediado na capital, onde são sorteadas duas crianças - um menino e uma menina - de 12 a 18 anos de cada distrito, para participarem deste reality que é transmitido para toda Panem onde os cidadãos são pressionados/obrigados a assistir o que acontece nos Jogos com seus tributos.

Os tributos são totalmente transformados ao serem escolhidos e chegarem na capital. Uma equipe de beleza os transforma em pessoas dignas de morarem na capital: bem vestidos, com boa aparência e com todo o glamour insano que a capital exige. A autora brincou muito ao descrever como os personagens se vestiam, como estavam caracterizados e como as cores eram bizarras, sem dúvidas isso enriqueceu muito a leitura pra mim. E também há o treinamento das habilidades de cada tributo, para que eles consigam patrocinadores nos jogos, a fim de em um momento de extrema urgência, uma intervenção dos patrocinadores ocorra.

O livro possui toda uma crítica social: divisão de classes, padrões de beleza pra você ser aceito, obediência às normas impostas na sociedade, etc. E como todo livro adolescente há o romance. Mas não é exagerado, é um romance na medida certa, a personagem é alguém muito forte. Ela busca sua própria sobrevivência e a de sua família, enquanto a possibilidade de formar uma nova nem é pensada.

Eu li em muitas resenhas e assisti muitas críticas sobre o fato de que Jogos Vorazes era pra ser um único livro. O que eu concordo profundamente, mas por conta do mercado, vendas, dinheiro e viva o capitalismo, aumentaram pra mais dois volumes, o que realmente tornou o final do livro bem desorganizado.

Apesar dos pesares é um livro que eu realmente me identifiquei e que quero muito ter em minha estante, indico pra quem quer conhecer o gênero e não sabe por onde começar. Espero que vocês tenham gostado da resenha!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Chá de sumiço, 5 meses sem atualizações e o que aconteceu com a autora

E eis que venho, depois de cinco meses sem contactar meus queridos leitores,  somente para avisar que estou viva. Tá agora falando seriamente, vim justificar (ou melhor, tentar justificar) o meu sumiço.

Internet: Nesses quase seis meses que se passaram eu fiquei sem internet, confesso que a vida foi difícil e o caminho tortuoso, mas consegui sobreviver longe das mídias por um tempo. Mas é óbvio que eu não estou em total abstinência, eu continuo atualizando redes sociais que acesso pelo celular como twitter e instagram.

ENEM 2014: Esse é o meu 4° e último ano no Instituto, então a tendência é ano que vem ir pra faculdade. Mas como nem tudo são flores, tenho um certo pressentimento de que não conseguirei média o suficiente para o curso que eu quero.

Violino: Atualmente eu sou professora de violino, tenho duas alunas lindas, e confesso que não há nada mais prazeroso e relaxante do que ensinar música para essas crianças.

Domínio: Sim! Eu comprei o domínio pro blog! Era parte do meu projeto do 4° Bimestre de Desenvolvimento Web e Multimídia, se vocês quiserem que eu faça um post mais aprofundado deixem nos comentários.

Espero que vocês entendam e compreendam e os posts voltarão em breve.