segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Testei: Produtos Intense dO'Boticário Sereias Urbanas

Hoje eu vou escrever sobre os produtos que eu testei da Linha Intense de O'Boticário Sereias Urbanas. Sou muito suspeita para falar sobre esses produtos já que essa é uma das minhas linhas de maquiagens brasileiras favoritas! Peço desculpas pelas fotos com baixa qualidade, mas a câmera que eu tenho não foi feita pra tirar fotos, só gravar vídeo... Inclusive! Já assistiram os dois primeiros vídeos do Blog? Estão aqui o primeiro e o segundo.


Duo Blush Bronze da Sereia: começo com o meu produto favorito dos últimos tempos. Esse blush casa perfeitamente com o meu tom de pele. Eu uso o tom de pêssego e o tom de cobre juntos, dá um aspecto 100% natural. Ele tem micropartículas de brilho, mas como eu disse anteriormente, fica muito natural, parece que a pele está hidratada e por isso o brilho. A duração dele é boa. Como nunca testei blushs, não tenho um para comparar. Paguei R$36 e foi um excelente investimento.

Batom Rosa Encantador: Naturalmente eu adoro batons escuros, mas quando vi esse no stand d O'Boticário me apaixonei perdidamente. Ele tem um tom rosado nude, mas a cor é bem coral e alegre. Já usei ele com uma sombra azulada e ficou perfeito! A duração dos batons da Intense é maravilhosa! Até com esse batom que é hidratante, ele se mostrou durável. Ele fica 2-3h, se eu não comer. Paguei R$17.


Gloss Beijos Tentadores: Esse é o amorzinho da coleção com certeza! Esse gloss não é meu, peguei emprestado da Wal pra resenha e gente que maravilhoso! A cor dele lembra as cores da cauda de uma Sereia: verde, rosa, dourado, lilás... Um perfeito arco-íris. A duração é de um gloss normal, afinal de contas eles não foram feitos pra durar e sim pra brilhar. Custou R$18.


Espero que vocês tenham gostado e até o próximo post! Feliz Natal <3

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Vídeo: O dia que eu decidi assumir meu cabelo cacheado + Transição Capilar

Depois de anos me sentindo insegura por conta do meu cabelo, aos 13 anos eu decidi alisar. Lembro que foi um dia muito feliz pra mim. Acreditava que a minha vida seria mais fácil, já que quem tem cabelo liso a vida é mais fácil. E realmente o tratamento em cabelo liso e cabelo cachado é bem diferente. Não estou dizendo que é fácil cuidar de um cabelo liso, quando ele é natural realmente não é fácil. Mas um cabelo alisado dá tanto trabalho que nem parece que é simplesmente cabelo.

A vida seguiu tranquilamente durante cinco anos de química. Fiquei sentada durante horas no salão a cada oito meses para retocar a raiz e confesso que não tinha nada mais exaustivo, entretanto ao sair do salão com o cabelo "perfeito" me fazia esquecer as horas com dor nas costas, na cabeça e na alma.

Em meados de Junho de 2014, fiz minha última escova definitiva. Terminou como sempre terminava e o resultado foi o mesmo de sempre. O pior aconteceu algumas semanas depois. Meu cabelo caiu de uma forma inacreditável! No banho, no travesseiro, até na casa dos meus amigos ele caia loucamente (durante a copa do mundo fui a casa de um amigo assistir um jogo e devo ter perdido uma peruca por lá).

Então eu decidi, vou deixar voltar ao natural. Aqui, aos cinco meses de transição vocês podem ter certeza, não está sendo fácil. Conto com o apoio da minha família, dos meus amigos e com milhares de meninas que também estão passando pela transição e compartilham suas histórias no grupo do facebook.

Então confiram o meu vídeo sobre a minha transição, basicamente o marco inicial para o próximo tópico abordado no blog: O retorno dos meus cachos. Deixem nos comentários sugestões para os próximos vídeos! Um beijo para todos e até o próximo post!




quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

III Seleção Correspondente Kipling - Ela quer ser Correspondente!


Gente! Começaram as inscrições para a III Correspondência Kipling. Quando ocorreu a II eu fiquei tentada a participar, mas ainda não tinha muita segurança no que escrevia e publicava no blog. Acho que essa fase de amadurecimento que eu passei foi muito importante pra mim.

Então chega de papo e vamos apresentar essa coleção maravilhosa que é a fun & fresh. Sou muito suspeita pra falar desses sapatos. Sou total adepta à conforto, e fazendo o que eu faço, como dar aula de música, manter um blog e estando na área de informática, não tem como ser diva em um tênis comunzinho né?! Mas esses Sneakers e essas Ballerinas são maravilhosos! Tem o Sneaker Joy, Sneaker Joice e o Sneaker Kate.

O Sneaker Joy é um dos meus preferidos desta nova coleção. Eu sou adepta à sapatos sem cadarço, porque praticidade é tudo o que precisamos né? Somos mulheres modernas, fortes, independentes, etc. merecemos um sapato que seja lindo e confortável. Ele é de algodão, nada melhor pros pés respirarem do que um tecido leve e macio, certo? E os detalhes são lindos! Tem um filete rosa na frente e um macaquinho também, muito amor ♥


As cores disponíveis são: Spicy OrangeSkylit Blue, e  nas estampas Flower Blue e Dot Pink.

O Sneaker Joice é a cara do luxo e da riqueza. De camurça e vazado com cores em tons neutros, perfeito para eventos mais elegantes onde nós não queremos perder nem o charme e nem o conforto, que só esse Sneaker pode nos proporcionar. Esse é um daqueles sapatos que eu preciso muito pra usar em um look mais sóbrio, como os que eu uso na Orquestra, ele ia ficar maravilhoso!


As cores disponíveis são: Black, Imperial Blue e Caffe Latte.

Por último na linha de Senakers temos o Sneaker Kate que, apesar de ter cadarço, tem cores maravilhosas! Sério! Alguém pode trazer esses Sneakers pra minha casa? Eles são tão maravilhosos que eu até tiraria uns minutinhos para amarrar o cadarço. Ele também é de algodão, ou seja, respiração maravilhosa para os nossos pés. Além de ter forro no estilo liberty  que é um florido bem pequenininho, tem um filete rosa na frente e um botton lindo de macaquinho.


As cores disponíveis são: Island Green, Black, Skylit Blue, Strawberry Ice e estampado Flower Blue


Agora vamos falar do meu amor, da minha vida, das sapatilhas maravilhosas que estão nessa nova coleção. Ao todo são quatro, e o mais legal nessas sapatilhas é que elas são no estilo bailarina, por isso o nome Ballerinas. Ainda não tive a oportunidade de experimentar as lindezas mas acredito que são muito maleáveis e super confortáveis!


A primeira é a Ballerina Ella que tem as cores mais divertidas que eu já vi! É aquele tipo de sapatilha perfeita pra usar de dia ou de noite. Ela dá uma alegria extraordinária em qualquer look! O detalhe do broche de macaquinho na frente completa o visual da sapatilha, deixando ela muito mais fofa!


As cores disponíveis são: Spicy Orange, Island Green e Blazing Yellow.

A segunda é uma das que eu mais me apaixonei, a Fany! Ela é a mais simples, sem detalhes na frente, somente na parte do calcanhar. Acho que o fato dela ser a mais simples é que torna essa a mais especial e uma das minhas favoritas da coleção. Ela tem três opções maravilhosas! Duas estampadas e uma metalizada perfeita pra usar agora nas festas de fim de ano!


As cores disponíveis são: Dot PinkFlower Blue que são estampadas e a opção metalizada maravilhosa Silver Beige

A Karly é a mais social, o que eu mais gostei dela é que ela tem uma pegada vintage, que eu adoro! De camurça vazada, ela fica muito fofa com looks que são um pouco mais coloridos ou mais sérios. Com certeza a versatilidade casa com essa sapatilha!


As cores disponíveis são: Skylit Blue, Dune Beige, BlackSpicy Orange.

Nossa próxima é a Ballerina Stacy, que é a mais fofa! E tem a opção estampada! O detalhe é uma medalha do macaquinho! Com certeza com essa sapatilha você ganha qualquer parada, certo?


As cores disponíveis são: Spicy OrangeBlazing YellowIsland Green e com as estampas Flower Blue e Dot Pink.

Vamos torcer muito para que eu consiga ganhar a Correspondência e representar a minha linda Região Norte! Se você não está participando, corre que ainda dá tempo tá?! Beijos e até a próxima!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Vídeo: Apresentação + BookHaul Outubro/Novembro 2014

Hey pessoinhas!

Se vocês soubessem o quão saltitante eu estou por estar escrevendo este post, iriam se assustar! Estou muito feliz com essa nova fase do blog. Agora com domínio e também com o canal, não tem como eu ficar mais empolgada!



Já postei dois vídeos aqui no blog há uns tempos e achei muito divertido! Então, decidi gravar vídeos especialmente pra postar no blog e eu espero muito que vocês gostem!
Esse vídeo também é em comemoração aos 100 seguidores no blog! Muito obrigada pela confiança e pelo carinho que vocês distribuem em cada post que eu escrevo.

E claro como eu estava 100% eufórica no vídeo, fiz logo de cara um BookHaul dos meses de Outubro e Novembro. Acredito que os BookHauls serão realizados nessa frequência, para eu conseguir acumular um número de livros legal. Tudo bem? BookHaul a cada dois meses?  Se o número de livros passarem de 10, eu faço em um mês só, se menos, dois, se for menor ainda em três e assim por diante.

Bom, vou parar de escrever e deixar vocês assistirem o meu novo vídeo! Não se esqueçam de se inscrever no meu canal para receber as próximas atualizações. Já tem três vídeos pré-programados, então corre lá pra você assistir assim que eles forem liberados.



Livros do BookHaul de Outubro e Novembro:
- Extraordinário – R. J. Palacio
- Pedaços de um caderno manchado de vinho – Charles Bukowski
- Mulheres – Charles Bukowski
- Misto-quente – Charles Bukowski
- O diário de Anne Frank
- Laranja Mecânica – Anthony Burgess
- U2 by U2 – Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr

Twitter: @BispoNic | Instagram: @monacbispo

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Saiu o trailer oficial de Pan: não podia estar mais apaixonada ♥

Peter

No dia 25, saiu o primeiro trailer de Pan, filme que contará a história do nosso menino aventureiro que nunca cresce. O clássico de J.M. Barrie agora contará uma história repleta de ação e aventura na mágica Terra do Nunca. No trailer já temos a visão de alguns personagens: Gancho e Princesa Tigrinha já aparecem no trailer. Confira:





A novidade pelo, menos pra mim, é o Barba Negra, lendário pirata de outras histórias que eu já conheço pelo filme Piratas do Caribe.

O filme tem estreia prevista pra Julho de 2015. Quem aí tá super animado pra assistir como eu?

Esse é um excelente motivo para a ler o livro da história. Se você assim como eu só conhece as versões cinematográficas, que tal nos aprofundarmos nessa história em um âmbito literário?

Aproveite para curtir a Página Oficial do Filme no Facebook e acessar o site do Filme.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

7 Livros que eu quero ler nas férias ♥

Depois de assistir o vídeo maravilhoso da Natasha Yuki, dona do blog Patrulha Feminina, tomei liberdade para me inspirar e também fiz uma lista com alguns livros que quero ler nas férias (ainda faltam duas semanas, vem logo dia 05 de dezembro!).


Sempre fiz metas de leitura para as férias, mas nunca consegui ler os livros que costumava estipular, porque na verdade, eu não estipulava. Então, escrevendo aqui no blog, eu tenho um compromisso muito forte de ler os livros e mais importante ainda, resenhá-los. Vou estar atualizando tudo no Skoob, se eu conseguir internet até lá é claro...

As fotos foram tiradas pelo meu celular (Moto G), pois como vocês já foram informados a minha câmera veio a falecer ainda no início desse ano. Me contem como as fotos ficaram e me deem sugestões para possíveis melhorias nelas.

Livros:
Laranja Mecânica - Anthony Burgess
O diário de Anne Frank





 


Vocês também possuem alguma meta para as férias? Me contem! Não esqueça que vocês sempre podem me deixar um comentário com o link dos seus respectivos blogs, eu vou adorar visitá-los.
 Até a próxima gente!

EXTRA: Pra quem não sabe eu tenho um vlog há quase 3 anos no YT, e lá eu também fiz um vídeo sobre os livros que eu quero ler. Então se vocês quiserem conhecer a minha pessoa por vídeo, aqui está! E deixem nos comentários se eu devo continuar postando vídeos ou não.

Eu assisti: A Esperança parte 1 - "O filme mais esperado do Ano"

Lançado em 20 de Novembro de 2014 no Brasil.
Dirigido por Francis Lawrence

Sinopse: Após ser resgatada do Massacre Quaternário pela resistência ao governo tirânico do presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) está abalada. Temerosa e sem confiança, ela agora vive no Distrito 13 ao lado da mãe (Paula Malcomson) e da irmã, Prim (Willow Shields). A presidente Alma Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman) querem que Katniss assuma o papel do tordo, o símbolo que a resistência precisa para mobilizar a população. Após uma certa relutância, Katniss aceita a proposta desde que a resistência se comprometa a resgatar Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e os demais Vitoriosos, mantidos prisioneiros pela Capital.



Li muitas resenhas que julgaram o filme lento no inicio. ~Aquele momento em que apenas o fandom entende o motivo de tal lentidão~ Acontece que no fim de Em Chamas, Katniss ficou em choque com a atual notícia sobre seu distrito. Eu duvido que você iria ficar de boa e zen se soubesse que o lugar onde você morou a vida inteira foi destruído e mais de nove mil pessoas foram mortas. DU-VI-DO!

Sinceramente, adorei o filme. Como já li os livros, e portanto, já sei o que acontecerá, o livro continua a surpreender. Há no filme diversas cenas que não existem no livro. Já que este é em primeira pessoa, só vemos o que a Katniss vê. No filme temos uma amplitude disso: vemos Snow em sua moradia, rebeldes de outros distritos e outras cenas que não contarei pra não dar spoilers.

Os personagens estão maravilhosamente bem interpretados, estou apaixonada pela Cressida (Natalie Dormer) a chefe da filmagem dos Prontopos da Katniss. Acredito que ninguém poderia interpretar a Presidente Coin tão bem quanto à Julianne Moore. Além é claro dos outros diversos personagens novos que são apresentados no filme.



"O presidente Snow diz que está nos enviando uma mensagem? 
Bom, tenho uma para ele. 
Você pode nos torturar e nos bombardear e queimar nossos distritos até que eles virem cinzas, 
mas está vendo isto aqui?
 (a câmera aponta para as ruínas em chamas) 
Está pegando fogo! 
Se nós queimarmos, 
você queimará conosco!" 
Katniss Everdeen

Este foi o primeiro filme a ser filmado digitalmente que de acordo com minhas pesquisas no site do Rodrigo Otaviano, é uma forma de captação melhor do que a usando com película. Facilitando a edição e o transporte de material cinematográfico.


Eu amei profundamente a canção da árvore-forca que é descrita no livro. Havia ficado um pouco preocupada em como iriam fazer a melodia e essas coisas, mas a música ficou linda e a Jennifer Lawrence cantou maravilhosamente bem, apesar da atriz ter declarado que foi uma experiência terrível.

A trilha sonora em geral do filme é excelente! Lorde sem dúvidas foi muito cuidadosa na escolha e principalmente com a música que a própria interpreta. Yellow Flicker Beat  é a música que descreve tudo o que a Katniss está passando durante o longa. Queria continuar falando do filme, das cenas que eu mais gostei e dos momentos que eu chorei, mas seria spoiler demais em um post só. Então vou parar de falar por aqui mesmo.



A história de Jogos Vorazes, nos mostra todas as facetas de uma revolução. Vemos que ambos os lados saem perdendo em busca de um bem maior, seja este uma mudança política ou a continuação da paz e da ordem. É aquele tipo de história que nos faz pensar na nossa sociedade, pois por ser um filme distópico, nos remete à pensar: "Será que acontecerá algum dia?".

Se você ainda não assistiu o filme, garanta o seu ingresso imediatamente! É de suma importância que você tenha assistido os dois primeiros, senão tudo ficará bem confuso. Não esqueça de deixar seu comentário, ele é muito importante para o desenvolvimento do blog e para que eu possa melhorar, um abraço! _|||_ Confira o trailer do filme:



Todas as imagens e vídeos deste post foram retirados da internet (Flickr, Tumblr e Youtube).

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

ElaLeu #13 - Peeta case comigo! | A Esperança, COLLINS, Suzzanne

♥ Suzzane Collins, 51 anos,  Hartford, Connecticut
♥ Publicado em 2011, pela editora ROCCO - Jovens Leitores
♥ Narração em primeira pessoa em ordem cronológica.
♥ Personagens principais: Katniss, Gale, Peeta, Plutarch, Finnick, Prim, Presidente Snow e Presidente Alma Coin.
♥ Distopia, infanto-juvenil. Em um futuro distópico Katniss conta como é viver em uma sociedade terrível e sobreviver à Jogos de vida ou morte.

livro-a-esperanca-suzanne-collins
Foto: Raquel Moritz

SINOPSE: Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?


SE VOCÊ NÃO LEU NENHUM DOS LIVROS DA TRILOGIA JOGOS VORAZES, MUUUUITO PROVAVELMENTE IRÁ SE DEPARAR COM SPOILERS, JÁ QUE ESTE É O TERCEIRO E ÚLTIMO VOLUME DA SÉRIE. 


O fim de uma trilogia não poderia ser mais satisfatório. Após as duas participações nos Jogos Vorazes, e ter se tornado o símbolo de uma revolução que ela nem sabia que existia, Katniss está no esquecido e considerado "destruído" distrito 13. O livro nos mostra como ela está lidando com o trauma pós-Jogos e com a perda de Peeta. O único consolo que a nossa heroína tem é o Gale (essa frase ficou muito solta né? Desculpa!). 

O que eu mais gostei foi o desenvolvimento dos personagens. Todos eles evoluíram de forma assustadora. Até Katniss, que se mostra estupidamente abalada com o final do Massacre Quaternário, mostra suas evoluções no decorrer do livro. Peeta pode estar morto ou nas mãos da capital, o que pode ser tão ruim quanto estar morto, e isso abala a Katniss profundamente. Depois de ter entrado nos últimos Jogos apenas para protegê-lo, realizando acordos com diversas partes, perdê-lo foi completamente frustrante para a nossa protagonista.

Neste livro são apresentados diversos personagens novos. A Presidente Alma Coin (que eu considero uma versão feminina menos doentia do Presidente Snow) comanda a população que está no Distrito 13. E também temos a equipe televisiva que filmará a Katniss para alguns Prontopops, que nada mais são do que espécies de comerciais para aumentar o poder da Revolução. Ver o crescimento da revolução e consequentemente o da Katniss é muito satisfatório.

Como o título da resenha sugere, Peeta é o amorzinho da minha vida no livro. Meu personagem favorito desde o início da série, se mostrou maravilhosamente humano e foi um dos únicos personagens que evoluíram de forma progressiva nos três livros a outra que também evoluiu muito foi Prim. Peeta é peça-chave nos livros por sempre estar no Programa do Caesar falando sobre a revolução e sendo contra ela, o que deixa os rebeldes do Distrito 13 totalmente revoltados.

O final da série foi espetacular. Ver que todos os segredos que perduraram no primeiro e no segundo livro serem revelados e assim deixar a trama com um propósito que faz sentido foi o que me deixou mais feliz. Espero que tenham gostado da resenha e não esqueçam de deixar seus comentários, se vocês leram o livro e/ou querem ler.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

ElaLeu #12 - Katniss partiu meu coração | Em chamas COLLINS Suzzane

♥ Suzzane Collins, 51 anos,  Hartford, Connecticut
♥ Publicado em 2011, pela editora ROCCO - Jovens Leitores
♥ Narração em primeira pessoa em ordem cronológica.
♥ Personagens principais: Katniss, Peeta, Gale, Cinna, Haymich, Finnick e Presidente Snow.
♥ Distopia, infanto-juvenil. Em um futuro distópico Katniss conta como é viver em uma sociedade terrível e sobreviver à Jogos de vida ou morte.

Imagem: Opa, comprei!


SINOPSE: Em chamas é o segundo volume da bem-sucedida trilogia iniciada com Jogos Vorazes, mais novo fenômeno da literatura jovem dos últimos tempos, que mistura ficção científica com reality show, passando pela mitologia e pela filosofia com muita ação e aventura.

Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.


Ao contrário de Jogos Vorazes, onde eu declarei que havia um romance equilibrado, em Em Chamas a Suzzane coloca todo o romance que poderia ocorrer nos três livros em um só. Katniss ainda está atordoada por conta dos últimos jogos (se o livro é narrado em primeira pessoa pela Katniss, ela estará viva nos três, então não é spoiler), e preocupada com o que pode vir logo em seguida.

Falando da história, o foco principal do segundo livro é o Terceiro Massacre Quaternário, uma espécie de Jogos Vorazes mais evoluído. O evento ocorre a cada 25 anos e possui as mesmas diretrizes dos Jogos, com a pequena diferença de que agora os Tributos são todos vencedores.

Cada distrito oferecerá dois vencedores, um garoto e uma garota, para o Massacre. No Distrito 12, não será diferente. Como vencedores temos Katniss, a única do sexo feminino, Peeta e Haymich. Logo após a colheita, feita de forma similar aos Jogos com a simples diferença de que agora, só três nomes estão dispostos na cúpula.

A ideia apresentada durante o livro sobre irmandade e alianças foi muito bem bolada e completamente diferente do primeiro livro, e isso não deixou a trama repetitiva. Porém, o dilema de Katniss sobre seus "amores" Gale e Peeta, me cansou profundamente.

Sem dúvidas o livro se tornou cansativo, não só pelo simples fato deles estarem na Arena novamente, e sim pela repetição incessante dos problemas que a Katniss enfrenta durante o livro, que vai muito além dos Jogos. Este foi o livro que eu menos gostei, mas não tiro o mérito da obra. Como eu já disse na Resenha de Jogos Vorazes, o livro poderia ser claramente um só, mas com as questões de mercado etc a construção de mais dois foi feita.

Estou tentando escrever resenhas menores (quero que vocês leiam a resenha inteira para comentar, se eu escrever um livro vocês não vão ler tudo), espero que tenham gostado da resenha e aguardem para a próxima que finalizará a Trilogia Jogos Vorazes.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

ElaLeu #11 - Eu me voluntario a escrever | Jogos Vorazes COLLINS, Suzzanne

♥ Suzzane Collins, 51 anos,  Hartford, Connecticut
♥ Publicado em 2010, pela editora ROCCO - Jovens Leitores
♥ Narração em primeira pessoa em ordem cronológica.
♥ Personagens principais: Katniss, Peeta, Gale, Rue, Prim, Cinna e Haymich.
♥ Distopia, infanto-juvenil. Em um futuro distópico Katniss conta como é viver em uma sociedade terrível e sobreviver à Jogos de vida ou morte.



SINOPSE: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes? 

Hoje eu queria começar a falar sobre Jogos Vorazes e partindo do princípio, começar falando sobre distopias. Distopia de acordo com o minhas pesquisas, é algo contrário da utopia, que seria um mundo perfeito. Logo, distopia, seria um mundo horrível, bem próximo de algo quase que inimaginável ao ser humano.

Eu já li Terras Metálicas que começa em uma Utopia, onde a sociedade na Esfera vive de forma perfeita, mas no decorrer da história vemos que nem tudo é perfeito, então Jogos Vorazes é a primeira distopia que eu leio. Leia a minha resenha de Terras Metálicas aqui

Pelo o que eu entendi, o mundo que nós conhecemos hoje, no livro, ele não existe mais. O que se tem é a sobra da América do Norte que é chamada de Panem, dividida em 12 distritos e uma capital. Sendo que cada distrito é responsável por contribuir de uma certa forma à economia da capital, por exemplo, o distrito da Katniss, nossa protagonista, é responsável pelo fornecimento de carvão e minérios.

Falando um pouco sobre os Jogos Vorazes em si, o que eles seriam? É um grande reality show que ocorre todos anos sediado na capital, onde são sorteadas duas crianças - um menino e uma menina - de 12 a 18 anos de cada distrito, para participarem deste reality que é transmitido para toda Panem onde os cidadãos são pressionados/obrigados a assistir o que acontece nos Jogos com seus tributos.

Os tributos são totalmente transformados ao serem escolhidos e chegarem na capital. Uma equipe de beleza os transforma em pessoas dignas de morarem na capital: bem vestidos, com boa aparência e com todo o glamour insano que a capital exige. A autora brincou muito ao descrever como os personagens se vestiam, como estavam caracterizados e como as cores eram bizarras, sem dúvidas isso enriqueceu muito a leitura pra mim. E também há o treinamento das habilidades de cada tributo, para que eles consigam patrocinadores nos jogos, a fim de em um momento de extrema urgência, uma intervenção dos patrocinadores ocorra.

O livro possui toda uma crítica social: divisão de classes, padrões de beleza pra você ser aceito, obediência às normas impostas na sociedade, etc. E como todo livro adolescente há o romance. Mas não é exagerado, é um romance na medida certa, a personagem é alguém muito forte. Ela busca sua própria sobrevivência e a de sua família, enquanto a possibilidade de formar uma nova nem é pensada.

Eu li em muitas resenhas e assisti muitas críticas sobre o fato de que Jogos Vorazes era pra ser um único livro. O que eu concordo profundamente, mas por conta do mercado, vendas, dinheiro e viva o capitalismo, aumentaram pra mais dois volumes, o que realmente tornou o final do livro bem desorganizado.

Apesar dos pesares é um livro que eu realmente me identifiquei e que quero muito ter em minha estante, indico pra quem quer conhecer o gênero e não sabe por onde começar. Espero que vocês tenham gostado da resenha!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Chá de sumiço, 5 meses sem atualizações e o que aconteceu com a autora

E eis que venho, depois de cinco meses sem contactar meus queridos leitores,  somente para avisar que estou viva. Tá agora falando seriamente, vim justificar (ou melhor, tentar justificar) o meu sumiço.

Internet: Nesses quase seis meses que se passaram eu fiquei sem internet, confesso que a vida foi difícil e o caminho tortuoso, mas consegui sobreviver longe das mídias por um tempo. Mas é óbvio que eu não estou em total abstinência, eu continuo atualizando redes sociais que acesso pelo celular como twitter e instagram.

ENEM 2014: Esse é o meu 4° e último ano no Instituto, então a tendência é ano que vem ir pra faculdade. Mas como nem tudo são flores, tenho um certo pressentimento de que não conseguirei média o suficiente para o curso que eu quero.

Violino: Atualmente eu sou professora de violino, tenho duas alunas lindas, e confesso que não há nada mais prazeroso e relaxante do que ensinar música para essas crianças.

Domínio: Sim! Eu comprei o domínio pro blog! Era parte do meu projeto do 4° Bimestre de Desenvolvimento Web e Multimídia, se vocês quiserem que eu faça um post mais aprofundado deixem nos comentários.

Espero que vocês entendam e compreendam e os posts voltarão em breve.


sexta-feira, 13 de junho de 2014

ElaLeu #10 - A probabilidade estatística do Amor à primeira vista

♥ Jhennifer E. Smith, Nova York 
♥ Publicado em 2013 no Brasil, pela editora Galera Record
♥ Romance Jovem-Adulto, narrado em terceira pessoa.
♥ Personagens principais: Hadley, Oliver e Andrew (pai da Hadley).
♥ A trajetória de Hadley ao encontro do pai e o encontro inesperado de um amor à primeira vista.


E mais uma resenha no blog. Demorei muito pra escrever por motivos de esquecimento e correria da vida, mas vamos logo começar a comentar sobre esse livro que ganhou o meu coração.

Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Então como a sinopse diz, Hadley, após se atrasar quatro minutos, perde o seu vôo para Londres para encontrar o pai que já não via há algum tempo e não só encontrá-lo mas conhecer a nova noiva dele, ver quem foi que "destruiu" a família dela. Com a perda do vôo, Hadley tem que pegar o próximo e nessa espera ela conhece Oliver, um britânico lindo que está voltando pra casa.

O livro se passa em um período muito rápido de tempo, 24 horas para ser exata, com 224 páginas muito bem descritas de locais, sentimentos e pessoas, você realmente se sente envolvido com a história. 

O que me deixou mais envolvida com a Hadley foi a mesma experiência de ver o pai se casar com outra mulher e ter que aceitar. Tudo bem que comigo foi quando eu era uma criança ainda, e eu não tinha muita maturidade para pensar nisso, mas se fosse hoje, acredito que eu ficaria com o mesmo pensamento da Hadley: uma nova mulher, uma nova vida pro meu pai, ele vai me esquecer, etc.

E claro tem um romance lindo entre Oliver e Hadley, ambos que acabaram de sair de relacionamentos não muito agradáveis. Mas já vou logo avisando que apesar da sinopse e de tudo o que eu já falei acima, é importante lembrar o título do livro. "Qual a probabilidade de se apaixonar a primeira vista?" Não é só em torno de Hadley e Oliver que a história gira. Dentro do avião temos um relato de uma senhora que fala sobre o seu marido, Hadley está a caminho de um casamento do pai, etc. O amor está todo interligado, deixando o livro super fofo e verdadeiro. E olha que é transmitido só por palavras, imaginem quando virar filme? Sim! Será adaptado gente! Quando eu soube já morri de amores e fiquei imaginando quem poderiam ser os atores perfeitos para os personagens.


Ainda não foram divulgados nomes, mas a Jennifer ficou super empolgada com a escolha de Hadley, e declarou que ainda estão à procura do lindo/fofo/encantador que interpretará o Oliver. O roteiro está sendo escrito por Dustin Lance Black, roteirista do ganhador de melhor roteiro original Milk, e a produção fica por conta de Caroline Kaplan e Bruna Papandre.

Se eu já fiquei apaixonada pelo livro, quem dirá pelo filme. A escrita da Jenn é tão suave e gostosa de ler que você lê o livro em um dia inteiro sem perceber. Meu personagem favorito sem duvidas foi o Andrew, pai da Hadley. Tudo o que ele conversa com ela já no momento crucial do livro me emocionou muito!

E vocês já leram A probabilidade estatística do amor à primeira vista? Estão ansiosos pelo filme? Me contem tudo nos comentários, e aguardem novidades no blog.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

TAG: Nacionais da minha estante



Regras:
• Usar o selo da tag no seu post;
• Linkar quem te indicou;
• Responder às perguntas através de imagens, tentando não repetir as respostas;
• Indicar no mínimo três blogs para respondê-la e avisá-los.

Fui indicada pela Tati do Balanço nas Estrelas <3
Faz tanto tempo que eu fui indicada gente, uma vergonha responder agora, mas eu prometo tentar responder às TAG's que eu sou indicada pelo menos na mesma semana.
1- Indique três livros de autores nacionais que você tenha lido, gostado e estejam na sua estante.


Terras Metálicas - Filhos do Éden(Herdeiros de Atlântida) - Protocolo Bluehand Zumbis
Renato C. Nonato - Eduardo Spohr - Deive Pazos, Abu Fobiya e Alexandre Ottoni

2- Um ou três livros nacionais que estejam na sua estante, mas que você ainda não leu. 
Filhos do Éden (Anjos da Morte) - Eduardo Spohr

Uma vergonha eu sei, mas ainda não li porque fiquei muito triste com a promoção do próprio Spohr. Ele estava realizando um concurso, então eu comprei o livro, só que ele chegou um dia antes do resultado, aí eu meio que fiquei deprê sabe?! Mas eu tenho que ler ele esse ano então, aguardem.

3- Um ou três livros nacionais que você não tenha na sua estante mas gostaria de ter.
    Book♥   Books*-*   .@anajulia_hygino (Ana Júlia Hygino) 's Instagram photos | Webstagram - the best Instagram viewer
Fazendo meu Filme - A menina que colecionava borboletas - Dragões de Éter
Paula Pimenta - Bruna Vieira - Raphael Draccon

E os indicados para essa TAG que me doeu profundamente em fazer são o Igor Alves, a Gaby e a Bianca que já foram indicadas para responderem a outra TAG que eu postei aqui, espero que vocês respondam ein! Então gente, me contem sobre os livros nacionais favoritos de vocês nos comentários.

*As três últimas fotos do post foram retiradas do site We♥It e possuem os devidos créditos, basta clicar nas mesmas.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

O Espetacular Homem-Aranha 2: A ameaça de Electro - Ela Assistiu #EspecialMaio

Lançado em 1 de Maio de 2014 no Brasil.
Dirigido por Marc Webb.

Sinopse: Peter Parker (Andrew Garfield) adora ser o Homem-Aranha, por mais que ser o herói aracnídeo o coloque em situações bem complicadas, especialmente com sua namorada Gwen Stacy (Emma Stone) e sua tia May (Sally Field). Apesar disto, ele equilibra suas várias facetas da forma que pode. No momento, Peter está mais preocupado é com o fantasma da promessa feita ao pai de Gwen, de que se afastaria dela para protegê-la. Ao mesmo tempo ele precisa lidar com o retorno de um velho amigo, Harry Osborn (Dane DeHaan), e o surgimento de um vilão poderoso: Electro (Jamie Foxx).




VAMOS COMEÇAR DO INÍCIO! Gente! Eu fiquei apaixonada por esse homem-aranha, pelo fato, já dito diversas vezes, da fidelidade aos quadrinhos e Peter Parker ser realmente um adolescente entrando na maturidade, engraçado e in love com Gwen Stacy. Agora vamos parar com meu lado tiete louca e vamos contar um pouquinho sobre o filme e o que eu achei.

O filme continua com Peter Parker tentando organizar a sua vida em: estudante, namorado da Gwen, sobrinho da Tia May, fotógrafo, melhor amigo de Harry Osborn e herói da cidade. Realmente é muito trabalho pro nosso pequeno herói. Nessa trama temos o nosso aranha voltando a se falar com seu velho amigo Harry e buscando desenfreadamente descobrir o paradeiro dos pais desaparecidos.

Realmente o filme contém muita informação, o que não foi um problema no inicio, mas para fechar o filme foi algo bem difícil. Posso simplificar isso basicamente como: o filme é "A ameaça de Electro" mas temos ainda mais dois vilões não tão bem desenvolvidos, Rhino e Duende Verde, mas que eu perdoo por estarem vindo mais dois filmes da franquia, pelo menos foi o que eu soube(me corrijam se eu estiver errada).

Posso dizer que a trilha sonora foi o que eu mais gostei, gente o que são aquelas bases! Sério! Amei mesmo! E também Electro! Foi muito bem desenvolvido e Jamie Foxx interpretou o personagem de forma inacreditável! A fotografia me agradou muito, ao contrário do Capitão América 2, onde os elementos são muitos e vem em extrema velocidade na sua cara, no Espetacular tudo vem em seu tempo certo, permitindo ao telespectador detectar todos os detalhes possíveis que o filme oferece.
Vejam aqui o trailer oficial do filme:



Confiram nesse trailer, que infelizmente eu só achei com o áudio original sem legendas, a trilha sonora divina:



Outro ponto que merece destaque são os diálogos trabalhados de forma excepcional! Nesse há um ótimo que mostra  Harry Osborn com o Max/Electro discutindo sobre a obsessão de ambos pelo fim do Homem-Aranha.

terça-feira, 13 de maio de 2014

Capitão América 2: O soldado Invernal - Ela Assistiu #EspecialMaio

Lançado em 10 de Abril de 2014
Dirigido por Anthony Russo e Joe Russo
Roteiro de Stephen McFeely e Christopher Markus



E vamos falar de cinema! Estou devendo quatro resenhas de filmes que assisti recentemente, e acredito que todas elas vão aparecer no blog ainda esse mês! Vamos começar com Capitão América 2: O Soldado Invernal

Sinopse: Dois anos após os acontecimentos em Nova York (Os Vingadores - The Avengers), Steve Rogers (Chris Evans) continua seu dedicado trabalho com a agência S.H.I.E.L.D. e também segue tentando se acostumar com o fato de que foi descongelado e acordou décadas depois de seu tempo. Em parceria com Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), também conhecida como Viúva Negra, ele é obrigado a enfrentar um poderoso e misterioso inimigo chamado Soldado Invernal, que visita Washington e abala o dia a dia da S.H.I.E.L.D., ainda liderada por Nick Fury (Samuel L. Jackson).

O filme, como o próprio nome já diz, é a continuação do primeiro Capitão América: O primeiro vingador. Nesse filme Steve está ainda sob constante pressão da mídia por ter retornado, mas também está prestes a descobrir segredos da S.H.I.E.L.D. que nunca deveriam ser expostos. Ele está trabalhando com a linda-deusa-sedução agente Romanoff, que apesar dos pesares não está com o seu melhor corte e cor de cabelo nesse filme. Com muitas cenas de ação e objetos vindo em sua direção, o filme ficou bem realista e conseguiu mostrar o que ele queria: a humanidade.

Voltando um pouco mais na história do filme temos o soldado invernal que, tecnicamente é o "vilão" da trama, guarda muitas surpresas que realmente seria necessário assistir o primeiro filme do Capitão para refrescar bem a memória, mas caso você queira somente assistir, não tem problema, você entende o filme perfeitamente só tendo assistido Os Vingadores, que é o antecessor cronológico.

Pra quem se decepcionou com Homem de Ferro 3, não foi o meu caso, esse filme com certeza alcança e supera as expectativas. Com uma pegada mais humana e com enredo baseado em investigações o filme se torna singular dentre todos os outros da Marvel, assim ele realmente se destaca de todos os outros. O que eu realmente achei muito divertido foi o fato da Natasha empurrar todas as mulheres possíveis para o soldado Rogers, inclusive uma delas é a Emily VanCamp famosa por sua atuação na série televisiva Revenge.

Ficou ansioso(a) pelo filme? Que tal dar uma conferida no trailer e se você gostar você ainda tem tempo de correr no cinema, em alguns locais ele ainda está em cartaz:

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Coisas que me fazem feliz #EspecialMaio






Hoje o post é mais um especial e também do grupo que eu participo, no mês de maio tivemos que fotografar coisas que nos fazem feliz, então vamos recapitular minhas fotografias:

1. Leitura, o simples ato de ler é capaz de transformar o meu dia; 
2 e 3. Minha família, meus irmãos, são literalmente tudo o que eu tenho de mais precioso no mundo. 
4. Música, é a terapia mais efetiva que eu conheço. 
5. Fotografia, em si, registrar momentos e pessoas me torna como uma controladora do tempo.

E é isso, espero muito que vocês tenham gostado e por favor não se esqueçam de acompanhar o blog das minhas meninas:

quinta-feira, 8 de maio de 2014

JOGOS VORAZES - Prévia Resenha Tripla! #EspecialMaio


Hoje eu venho aqui contar uma super novidade para os meus lindos leitores! Nesse mês de Abril eu comecei a leitura mais enrolada que eu já tive! Sim! Finalmente eu vou/estou lendo a trilogia Jogos Vorazes da Suzzane Collins, trazida pro Brasil pela Editora Rocco.

Como todos já conhecem, Jogos Vorazes conta a história de Katniss e seus amigos e familiares em Panem. Em um futuro distópico, onde a sociedade foi dividida em 13 distritos, mas por conta de uma espécie de revolta do 13° distrito, além dele ser banido, os Jogos foram criados. Antes eu achava que não tinha um motivo a matança de 23 pessoas (24 vão para a Arena dos jogos e só uma sobrevive), mas depois da leitura do primeiro livro compreendi melhor a narrativa.

Vale lembrar que eu já terminei o primeiro livro e estou na metade do segundo e em breve terão as respectivas resenhas. Ainda não assisti nenhum dos filmes, seguirei o conselho de alguns sábios e lerei antes de assistir. Então me contem sobre Jogos Vorazes! Já leram a trilogia? Assistiram os filmes? Preferem Peeta ou Gale? Enfim... Me contem tudo nos comentários! Beijos! Até!

sábado, 3 de maio de 2014

Indicação de música: Lea Michele #EspecialMaio

Nesse mês prometi a mim mesma que faria algo diferente no blog. Não loucamente diferente, mas como finalmente encontrei a forma que eu gosto de escrever, quero fazer algo especial. Então durante o mês de maio a cada dois dias, postarei novidades no blog. E então vamos ao post de hoje!
Hoje eu quero falar sobre a minha atual paixão musical: Lea Michele. Vocês já conhecem a Lea, ela faz a divertida e talentosíssima Rachel em Glee. Recentemente ela lançou o seu primeiro CD, Louder, que me faz querer ouvir e cantar toda hora!

O Álbum contém 15 faixas interpretadas pela cantora e atriz que, mais uma vez, mostra que seu talento está acima dos padrões. Músicas melódicas e com letras que realmente tocam o coração, Louder tem tudo pra ser algo inesquecível.

O primeiro single do álbum, Cannonball, a música fala sobre quando nós finalmente vamos começar a viver, quando vamos finalmente ter um novo começo. O clipe da mesma música mostra a essência da letra perfeitamente, caso vocês ainda não tenham conferido assistam ao lindo:




O segundo single do CD Battlefield tem uma pegada bem mais romântica, o fim de um relacionamento onde esse fim era necesssário mostra todo o lado romantico de Lea, não que o CD não esteja repleto de músicas românticas, mas essa é realmente muito linda! Ouça aqui:



Gostei de muitas faixas desse álbum, mas minhas favoritas no momento são On my Way e You're Mine essa última foi escrita pro Cory Monteith e toda vez que eu ouço me identifico muito com a música e penso muito sobre amor e tudo mais aahhh...
E pra não dizer que Lea só sabe cantar bem em estúdio, vejam aqui a performance de On my Way ao vivo no Walmart:



Então se você não tem "nada pra fazer" hoje, que tal ouvir o álbum da Lea? Garanto que você não irá se arrepender! E depois não se esqueça de me contar o que achou das músicas tá?

quinta-feira, 10 de abril de 2014

4 Quartos que me inspiram

Olá pessoal! Faz tanto tempo que eu não posto né? Mas não se preocupem, essa demora tem explicações muito plausíveis: escola, livros, violino, família etc. Mas hoje eu venho aqui apresentar um novo projeto, ainda está sem nome :( (deem dicas nos comentários), mas a ideia é muito legal. Eu, a Dany do Pedaços da Felicidade e mais 5 meninas vamos postar em um dia fixo sobre temas variados, é tipo um 6 on 6 só que esse não é necessariamente fotográfico.

O tema desse mês foi 4 Quartos que me inspiram. Eu gostei da escolha do tema, eu amo o meu quarto, e acho que se ele estiver a nossa cara se transforma em um perfeito escape do mundo conturbado em que vivemos. E hoje eu vim mostrar pra vocês esses 4 quartos que me inspiram muito e quando eu ficar grande quero ter um parecido com eles!

Love it!
Eu amo luzes no meu quarto, acredito que deixa ele com um clima super mágico e fofinho, eu tenho no meu quarto as antigas luzes de natal, só que são coloridas o que deixa o ambiente muito mais alegre. Mas eu pretendo colocar luzes de uma cor só, pra deixar o meu quarto o mais clean possível.

Absolutamente esse quarto é um desejado meu! Essa cama gigantesca é o que eu mais quero haha! Apesar de ser pequena, sou muito espaçosa e com uma cama grande como essa dá até pra chamar umas 4 amigas pra dormir junto em festas de pijama!

Untitled
Com certeza no meu quarto eu vou querer um lugar somente para o meu trabalho, seja ele qual for. É legal você ter um escritório pra esse tipo de coisa, mas como estamos falando de quartos, vamos achar um lugar no nosso para transformá-lo em um mini-escritório.

Youtj
Pra finalizar com chave de ouro, o meu quarto não pode ser meu se não tiver uma estante exclusiva para livros. Livros são sim objetos de decoração e são muito fofos, principalmente quando as lombadas são diversas.

Então é isso meninas, se quiserem saber de quem são as imagens que eu peguei, basta clicarem nelas. E não se esqueçam de conferir os quartos das outras meninas! Até a próxima!